Ricardo Oliveira marcou o gol da vitória do Galo.
Foto: Reprodução (Futebol Interior)

FONTE: Agência Estado/Futebol Interior

Depois de dois jogos sem vitória, o Atlético-MG sofreu, mas conseguiu vencer a URT por 1 a 0 neste domingo à noite, no estádio Zama Maciel, em Patos de Minas, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. O gol da vitória atleticana foi marcado pelo centroavante Ricardo Oliveira, que desencantou com a camisa do novo clube.

O jogo foi muito aberto e, não fosse a pontaria do adversário, o Atlético poderia ter saído de campo sem a vitória. Em quatro jogos, havia vencido apenas uma vez, empatado outras duas e sido derrotado em uma outra. O gol salvador de Ricardo Oliveira saiu aos 45 minutos da etapa final, em uma bela cavadinha.


Continua depois da Publicidade

Participe de nosso Grupo no WhatsApp (Clique aqui)
Curta nossa Página no Facebook (Clique aqui)

O resultado alça a equipe alvinegra à terceira posição, com oito pontos, mais próxima de América-MG e Cruzeiro, os primeiros colocados do Estadual e que estão dois e cinco pontos à frente do Atletico, respectivamente. A primeira derrota da URT, que também tem oito pontos, significou a perda do terceiro lugar para o próprio Atlético, que leva a melhor no saldo de gols (3 contra 2).

DESFALQUE NO BANCO

Com um problema dentário, o técnico Oswaldo de Oliveira, que já havia ficado de fora dos treinos até o final desta semana, não esteve em Patos de Minas para o duelo. Ele foi substituído pelo auxiliar Luiz Alberto da Silva e se juntará à delegação atleticana em Rio Branco, no Acre, onde a equipe enfrentará o Atlético-AC, na próxima quarta, pela Copa do Brasil.


Continua depois da Publicidade


O primeiro tempo em Patos de Minas foi fraco tecnicamente. Veloz e mais inteira fisicamente, a equipe mandante foi melhor e ficou mais perto de abrir o placar. Na melhor chance do primeiro tempo, a URT não marcou com Jean Carioca por um capricho. Ele aproveitou saída errada da zaga adversária, e, como Victor estava muito fora do gol, tentou a finalização por cobertura, mas a bola passou perto da trave e saiu.

Muito organizada e consistente na saída para o ataque, o time de Patos de Minas não teve dificuldade para segurar o ataque atleticano, que teve a melhor oportunidade de gol nos pés de Roger Guedes, que apareceu dentro da área para finalizar e assustar o goleiro Carlão.

No segundo tempo, a URT continuou bem postada e o Atlético seguiu muito dependente das perigosas faltas de Otero. Em uma delas, o venezuelano assustou Carlão em chute de muito longe. Os donos da casa responderam com Felipe Alves, que obrigou Victor a fazer boa defesa em chute de fora da área.

DECISIVO

Passada a metade da etapa final, o jovem atacante Marco Túlio entrou em campo e melhorou o desempenho ofensivo do Atlético. Rápido e habilidoso, ele deu trabalho para a defesa adversária, mas não foi capaz de ser decisivo. Esta tarefa ficou para o veterano Ricardo Oliveira, que recebeu bom passe de Otero e deu uma cavadinha para encobrir o goleiro adversário e garantir a vitória atleticana aos 45 minutos da etapa final. Foi o primeiro gol do centroavante com a camisa do novo clube.